Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Espartilhos

por jonasnuts, em 29.02.08
Usavam-se muito, antigamente.

Serviam para acondicionar melhor a artilharia feminina. Claro que a estética da altura era outra. Para mim um espartilho é algo que prende, que limita e que condiciona.

Por isso é que este Blog não tem um tema. Não é um baby blog, não é um blog geek, não é um blog político, não é um fotoblog. Mesmo apesar de ter posts típicos de cada uma das categorias anteriores (e de mais umas tantas categorias inexistentes).

Catalogar um Blog pode facilitar a sua categorização em directórios, pode facilitar a sua arrumação na lista de feeds de quem os lê, mas espartilha-os.

Tenho dificuldade com blogs temáticos, acho sempre que o espartilho do tema obrigatório os limita.

Autoria e outros dados (tags, etc)



7 comentários

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 01.03.2008 às 02:16

Olá

Por acaso no outro dia depois do teu comentário a este (http://oqueeojantar.blogs.sapo.pt/28755.html) meu post, fiquei a pensar, então e donde é que eu irei encaixar o meu blog?.... não consegui responder...

Tens razão no que dizes, mas por outro lado, isto cresce tão rápidamente que o que não se consegue ler engole completamente o resto.... e passamos a ler sempre os mesmos blogs ...... e deixa de ter metade da piada

Há 6 ou 7 meses eu ia com gosto aos posts recentes e encontrava sempre algo para ler... foi lá que encontrei a maioria dos blogues que leio .. agora, é quase impossivel.

Por tudo isto, venham lá as categorias.... apesar de não sabermos muito bem onde nos vamos encaixr.

Jorge
http://oqueeojantar.blogs.sapo.pt/28755.html
Imagem de perfil

De Bic Laranja a 01.03.2008 às 11:17

Espartilho? Será?!...
Cumpts.
Sem imagem de perfil

De Crisálida a 01.03.2008 às 14:26

Perfeito, Jonas...

Limita demais ter um blog temático, seja no que for. O meu, por acaso, encaixou-me com perfeição no meu estado íntimo, e durante todo o tempo ele acompanhou-me, o grande problema é que, quando saimos, intimamente, do tema, não conseguimos mais colocar a alma alí, ele perde a razão de ser...



Sem imagem de perfil

De Manuel Padilha a 01.03.2008 às 15:32

No entanto, do ponto de vista do consumidor - de quem lê blogs - um blog temático tem inúmeras vantagens.

Sei que conteúdo me espera quando vou ler a Causa Nossa e reconheço "autoridade" ao autor para falar sobre o tema em causa.

Interessar-me-ia ler a opinião de Vital Moreira sobre as mais recentes novidades tecnológicas?... Não me parece. Não duvido que o autor tenha as suas opiniões sobre o tema, mas não lhes reconheço particular relevância.

Simetricamente, ainda bem que o Steve Yegge só escreve sobre software, porque dificilmente as suas opiniões sobre qualquer outro tema justificariam ler 10 páginas de texto por cada post.

Claro que também gosto de ler o LiWL, o Bitaites, e muitos outros com uma temática menos definida, mas mais por lazer do que pela informação que produzem.

Acho que há espaço para ambos os tipos de blogs, e apesar de concordar contigo em relação ao espartilho que representa um blog temático (como o meu), acho que o mundo seria um sítio demasiado barulhento se toda a gente falasse de tudo o que lhe passa pela cabeça (nem toda a gente é assim tão interessante...).
Imagem de perfil

De jonasnuts a 01.03.2008 às 18:43

O temático exclui. Por exemplo, neste Blog é natural que eu refira mais frequentemente alguns temas (blogs, o sapo, etc.), mas não quero dizer que se trata de um blog temático, porque também gosto de falar de outras coisas.

Além disso, eu não me acho suficientemente versada ou interessada num só tema para que houvesse conteúdo para escrever exclusivamente sobre esse tema, e ser interessante.
Sem imagem de perfil

De Manuel Padilha a 02.03.2008 às 15:59

Certo. Acho que 'at the end of the day' a grande diferença é entre escrever em primeiro lugar para os outros (para quem lê), ou para si próprio.

Eu incluo-me na primeira categoria, aquilo de que falo são essencialmente experiências por que passei e que relato na expectativa de que possam ser úteis a outras pessoas.

Percebo no entanto que a 'filosofia' por trás de um web log seja mais próxima de um diário pessoal, e por isso muito mais um exercício de auto-exploração, pouco preocupado com a utilidade que possa ter para os outros.

Vendo as coisas da perspectiva desta segunda categoria, um blog temático é completamente anti-natural, um espartilho como lhe chamas, uma auto-censura sem razão de ser.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.02.2009 às 14:00

kde as modelos bunitas

Comentar post






Arquivo