Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Trolls - Ontem, hoje, amanhã

por jonasnuts, em 29.09.07
Sim, gosto do universo fantástico, sou uma apreciadora do Senhor dos Anéis, das Brumas de Avalon, ficção científica marcha toda, desde muito cedo.

Não é, no entanto, daí, que vem esta minha escolha de tema para post. Quando me proponho falar de trolls, não refiro aos do universo do fantástico e das mitologias nórdicas. Refiro-me aos trolls da Blogosfera (eu já disse que detesto esta palavra?).

E o que são os trolls da Blogosfera?

São os parasitas dos Blogs, as carraças dos posts, os sanguessugas dos comentários. São aqueles caramelos (e caramelas, que nesse caso se deverão chamar trollas) que infestam a caixa de comentários de blogs alheios, onde deixam comentários descontextualizados e, mais grave, muitas vezes incendiários. É com frequência que conciliam as duas características.

Não me interpretem mal, quem de nós não deixou já um comentário descontextualizado? Ou um comentário incendiário? Ou ambos os dois? Eu já o fiz. Mas não o faço sistematicamente e quando acontece fazê-lo, pontualmente, é habitual pedir desculpas (quando são merecidas).

A questão aqui é a sistematização. Olhando atentamente encontramos vários desses trolls espalhados por aí. O seu crescente impacto (leia-se, comichão) levou-me a reflectir sobre as motivações deste tipo de pessoa (?). Porque é que têm este tipo de comportamento? Porque é que insistem em ir a sítios onde não são, obviamente, bem-vindos? E, importante, como acabar com a praga? (isto se se desejar acabar com ela, porque às vezes é interessante, por oposição, ver as palhaçadas que escrevem, cobrindo-se de ridículo, em vez de se cobrirem de glória, como seria o seu desejo).

E cheguei a uma teoria. Andei a visitar blogs de trolls. Não são muitos, a verdade é essa, mas são alguns. E o que encontrei permitiu-me identificar algumas características comuns.
- Normalmente têm um blog de merda, sobre tema nenhum.
- Escrevem com imenso erros de ortografia.
- Apontam os erros de ortografia dos outros.
- Escrevem com muitos links (de preferência para o Abrupto e para outros Blogs sonantes)
- Têm opinião sobre tudo (mesmo que não percebam de nada).
- Têm um ritmo de publicação de posts muito dinâmico.
- Escolhem uma "vítima" (normalmente alguém com sucesso, e com muitos visitantes), e não descolam dessa "vítima".

Ora, reunindo as características anteriores já se tem uma boa matéria prima para se ser um troll, mas ainda não há trollice a sério.

O verdadeiro troll tem de ser persistente, tem de provocar a tal comichão.

E porque é que eles fazem isto? Porque, como se sabe, o que interessa, num Blog, é o número de visitas, e não a razão que as leva ao Blog. "Venham a mim, não me interessa porquê, desde que venham. Não me interessa que leiam o que eu escrevo, eu quero é poder dizer que "fulano" veio ao meu Blog deixar um comentário, ou que falou de mim no seu Blog. Ok, arrasou-me, é um facto, mas falou de mim, e eu sou daquele que acha que qualquer publicidade é boa publicidade" (quem foi a besta que inventou esta?).

Portanto, pode-se também constatar que, das duas uma, ou têm uma auto-estima uns furos acima da média ou têm um ego muito maior que o talento ou, novamente, ambas as duas. Estão portanto, inchados......de ar, de vazio. Conteúdo? Ideias próprias? Népia.

E tudo isto leva-me à última questão. O que fazer para nos livrarmos desta pequena, mas incómoda espécie? A verdade é que não sei, porque não tenho nenhum troll, nem nunca tive, mas tenho as minhas teorias.

Temos a opção de moderar comentários. Só passa o que nós queremos. Conheço quem faça isso, e não se dá mal. Mas dá uma trabalheira.

Temos a opção de ignorar o troll. Faça ele o que fizer, nós não respondemos. De preferência, nem sequer lemos. Se toda a gente seguir esta estratégia, é um sucesso. O problema é que a área de comentários do nosso Blog não é só nossa. Há por ali uma imensa multidão (bom, nuns casos mais imensa que noutros), e é muito difícil combinar uma estratégia com pessoas que não sabemos quem são.

Temos a opção de lhe responder, no nosso próprio território, passando-lhe atestados de incompetência, e humilhando-o publicamente (às vezes basta dar-lhes corda que eles fazem o resto). Esta estratégia, quanto a mim é perdedora. Porque, e aqui está mais uma característica dos trolls; é que são burros. Não percebem que são os bobos da corte. Celebram uma vitória gloriosa, quando na verdade, as gargalhadas do público são gritantemente trocistas.

Agora me lembro. Já tive um troll de facto. Não neste Blog, mas noutro. Resolvi o caso em 3 tempos (mesmo). Telefonei-lhe. Foi remédio santo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



25 comentários

Imagem de perfil

De pedrocs a 30.09.2007 às 10:24

O inglês tem uma expressão que me agrada particularmente para estes casos que é: "To live vicariously".

Significa, basicamente, viver pelas experiências dos outros.

Não é só ir ao blog x ou y deixar um comentário para obter visitas ou notoriedade, é mesmo convencer-se que fazem parte da vida do autor do dito blog.

Hoje em dia está na moda dizer que a internet é uma meritocracia (palavra que, creio, nem existe), mas no jogo do mérito há os que o têm e os que os que estão convencidos que o têm.
Sem imagem de perfil

De Rui Cruz a 30.09.2007 às 11:37

Depois de ler, vi claramente que não estavas a falar de mim.
Embora não escolha uma vitima, a vitima é que se faz ao gozo geral por fazer merd* a torto e a direito.

Já agora... gostas de Star Trek? :D


Bom fim de semana,
Rui
Sem imagem de perfil

De suskind a 01.10.2007 às 01:57

Rui Cruz, tens alguma razão especial para pensares que és tu?

Interessante esses quarto, ermmm... vou ser simpático, dois neurónios terem feito "click" depois de leres isto e eles te terem feito pensar que estariam a falar de ti.
Sem imagem de perfil

De Marco a 02.10.2007 às 09:48

Rui, parabéns. Um post sobre trolls e não é contigo...

Sem imagem de perfil

De Francisco a 02.10.2007 às 23:28

Ilustre, essa teoria dos "trolls" é engraçada, apesar de já ter uns anitos, noutros termos, mas com o mesmo fundamento... O que se passa é que a net é de ACESSO a TODA a gente, e não se distinguem animais de menos-animais, ok??? Ao escreveres esta dos "troll", estás a fazer exactamente o que eles desejam: protagonismo que de outro modo não o obtêem... Vá, porta-te e siga pra bingo...
Imagem de perfil

De jonasnuts a 03.10.2007 às 00:08

Ah, mas não coloquei qualquer link, nem disse nomes.

Nem foi preciso :)
Imagem de perfil

De Carlos Filipe Jesus a 26.05.2009 às 01:37

A selecção nacional de trolls é feita por quem? Viva ao Senhor dos Trolls.....
________________________________________
http://culturalmenteinteressante.blogs.sapo.pt/
Sem imagem de perfil

De Nuno Job a 19.01.2008 às 23:17

Onde me posso incveresr para ser Troll?
Sinceramente não sei do que falas nem compreendo a definição.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 20.01.2008 às 00:35

Bolas, eu achei que tinha sido exaustiva.

Basicamente, um troll é um chato. Pronto.
Sem imagem de perfil

De Crisálida a 31.01.2008 às 11:38

Aposto que um monte de gente já deve ter achado que sou uma trolla! (ri muito com o gênero feminino da palavra! rsrsrsrs). Nem ligo, porque eu comento porque gosto, porque *me dá prazer*, e não faço com intenção, nem quero retorno, e não vou deixar de visitar e comentar um blog que eu gosto, se o dono do blog nunca corresponder minhas visitas e ignorar meus comentários.

Agora que tem gente que faz isso, tem mesmo! Lá no meu blog acho que só tem uma trolla (rsrsrs). A mulher comenta quase tudo e pede explicitamente que eu vá ao blog dela comentar. No início fui, para ser gentil, enfim, para ser educada. Mas o problema é que achei o blog dela uma boa bosta e não voltei mais. Quando vi os comentário, nem entendi. Mais de trinta só dos outros (é, porque as vezes temos 15 comentários, mas 8 são nossas respostas. nos meus sempre é assim porque respondo praticamente tudo, porque gosto mesmo de interagir com as pessoas, e talvez isso venha dos anos que passei nas listas de discussão do yahoogrupos). Foi aí que pensei: será que toda essa gente aqui gosta mesmo dessa bosta que ela escreve? Não é possível... Acho que todo mundo aqui deve ter aprendido com mãe e ser educado...

Mas fora ela, todas as pessoas que comentam todos os meus posts são as amizades que fiz aqui na blogosfera. Gente que falo no MSN e tudo o mais. As outras pessoas comentam porque gostam mesmo, e às vezes uma visita do google, e em posts antigos. Mas trolla, só aquela. rsrsrs



Imagem de perfil

De A Tua Amiga a 05.02.2008 às 06:55

Segui o link do blogue dos blogues e identifiquei-me aqui, mas como vitima :)

Pessoalmente, adoptei há muito tempo a moderação de comentários. O meu blogue é um pequeno pátio de trolls e sem moderação ia ser chato (como os trolls! eheh), o que me leva a uma consideração extra:
os trolls costumam voltar para ver se os comentários são aceites, e se têm muitas respostas :) e se, valha-nos Deus!, são excluídos, ficam muito chateados.

Não entendo, e nunca vou entender o que os move, acho que quando se comenta no blogue de alguém deve respeitar-se o texto que se comenta, e não vomitar frases randómicas e mal escritas com o intuito de termos mais umas quantas visitas piedosas.


Uf, acho que é tudo, boa semana
Imagem de perfil

De jonasnuts a 05.02.2008 às 11:25

Ena! Um comentário da Maria Porto no meu Blog :)

Eu pessoalmente acho que a maior parte dos trolls têm tempo a mais e vida a menos, e inveja de quem tem uma vida. São invejosos.

Ah, isso e falta de sexo :) Definitivamente :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.11.2008 às 23:19

nao achei o que eu queria
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.11.2008 às 23:20

nao tem nada nesse site que deixou que eu aprendesse mais nem o que eu queria
Imagem de perfil

De cigana a 29.01.2009 às 12:36

Tomei a liberdade de linkar este belo post no meu blog, com os devidos créditos: http://trazoutroamigotambem.blogs.sapo.pt/81921.html
Imagem de perfil

De cneves a 05.02.2009 às 21:57

Pois é cara amiga,
Eu às vezes assumo-me como um...digamos, troll!
Mas faço-o normalmente por razões de...cidadania, porque na internet às vezes também fazem falta manifestações deste cariz e quando o faço, não uso nenhum nick esquisito...
Tudo isto para dizer que se não gostas de trolls - e parece que isso é um facto assumido - estás a "rodar" em sentido contrário relativamente aos teus propósitos: não fazes mais que promover a sua proliferação, com o texto que acabas de escrever - cujo conteúdo nem sequer é muito original...
Será que temos o mesmo entendimento sobre... "plágio"?
Ah! cheguei cá através de um link da Cigana- http://trazoutroamigotambem.blogs.sapo.pt/
Passa bem e que continues a receber compensadoras massagens ao teu ego...

Comentar post


Pág. 1/2






Arquivo